• Parque das Palavras

GÊNERO: poesia | FORMATO: 14X21 | ANO: 2021 | PÁGINAS: 100 | Pólen soft 80



SINOPSE: A palavra, assim como as cores para o artista plástico, ou o barro para o escultor, ou o instrumento musical para o musicista, assume papel preponderante para o poeta. Poema bom muitas vezes nasce pronto e vem qual sinfonia. É uma viagem ao país do desconhecido. É uma caminhada por uma rua sem destino. É um encontro entre o expressar e a expressão, é o dar vida ao ser, é o renascer, é o ressurgir... [...] A poesia assim definida não mais se pressupõe e sim se propõe. É o sentimento que assume papel perante a palavra e se realoca entre o verbo e entre a sentença, entre o ser e a razão... Não mais a palavra pela palavra, ou uma combinação que possa ou que valha a pena ser refutada, mas sim, o pressentimento, a preexistência, a prevalência da arte. O ver além da visão, o sentir além do próprio sentimento, o se permitir ir além do próprio verbo. [F. M. R.]

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Parque das Palavras

  • R$40,00

Produtos relacionados

Apenas por nós choramos

Apenas por nós choramos

GÊNERO:  PoesiaFORMATO: 14x21 | ANO: 2019          &nbs..

R$38,00

As mobílias da tarde

As mobílias da tarde

GÊNERO: poesia| FORMATO: 14X21 | ANO: 2021 | PÁGINAS: 106 |P..

R$38,00

Etiquetas: Lampejos