• No semblante do cotidiano: risos de marés e lágrimas de um sol-posto

GÊNERO: crônicas

FORMATO: 14X21 |  ANO: 2020

PÁGINAS:  160 | Pólen soft 80 gr

SINOPSE: As crônicas de Wanda Cunha, escritas nas décadas de 80, mostram que o Brasil apenas mudou de século. As mazelas e peripécias políticas, atos de corrupção, a frágil e agonizante economia, descasos com a natureza, escândalos de desvio escancarado do dinheiro público e outros temas continuam nas páginas da Nação. A crônica de Wanda continua atual, a sátira também. Mostra que o país continua nu, a República num drama com a velha política e a independência em estado ameaçador de cerceamento da liberdade. [...] Versável e surpreendente na sua arte, ela dá um tom “gracioso” na 2ª parte da obra. Cria uma linguagem teatral, encenações carregadas de ironia. Coloca o leitor em vários ambientes e diante de vários personagens. Porém, não desgruda os olhos do dia a dia e desta vez foca a Ilha de São Luís. O tom lírico domina a última parte. Com um olhar mais poético, a escritora descreve fatos observados pela sua alma. Descreve cenas vistas, vividas ou sentidas por ela. São crônicas onde às vezes Wanda busca refúgio em autores para a descrição da prosa. E, de forma leve, ela fecha o livro parindo poesia, através de uma gata siamesa, sinalizando que novos filhotes da sua criação podem aparecer em breve nas páginas literárias do cotidiano brasileiro. [Por Gil Maranhão]


 

 

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

No semblante do cotidiano: risos de marés e lágrimas de um sol-posto

  • Autor: Wanda Cunha
  • Modelo: P671
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$38,00

Etiquetas: Lampejos