• Poética (des)encantada e outros alumbramentos

GÊNERO: Poesia

FORMATO: 14X21 |  ANO: 2020

PÁGINAS: 86| Pólen soft 80 gr.

SINOPSE: “Quem faz um poema abre uma janela”, assim começa o poema “Emergência”, de Mario Quintana. A metáfora da janela é recorrente na literatura, ela surge em versos de Cecília Meireles, Baudelaire e Alberto Caeiro, funcionando como um elo que conecta ao outro. Em Poética (des)encantada e outros alumbramentos, Elis Franco retoma a metáfora (“Da janela”, “Ainda bem”, “Fuga”, “As coisas belas”), posicionando-se como alguém que se deixa inspirar pelas cenas cuidadosamente recortadas por um olhar atento, delicado. Espectadora por vezes, em grande parte dos versos é protagonista, quando colhe lembranças do fértil terreno que é a infância. [...] Encontramos também a representação simbólica da flor (“Asfalto que sou”, “Artificial”, “Cíclico”), preciosa para a poesia. Ela surge como algo que desponta do impossível, um diálogo com o famoso poema “A flor e a náusea”, de Drummond. Poética (des)encantada e outros alumbramentos é um deleite para aqueles que estão habituados ao fascínio mobilizado pela literatura e uma grata surpresa aos leitores iniciantes, presenteados com uma linguagem acessível, generosa e potente. [Por Marla dos Santos Silva]

 




Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Poética (des)encantada e outros alumbramentos

  • Autor: Elis Franco
  • Modelo: P687
  • Disponibilidade: Esgotado
  • R$38,00

Produtos relacionados

Densas levezas breves

Densas levezas breves

GÊNERO:  PoesiaFORMATO: 14x21 | ANO: 2019          &nbs..

R$38,00

Etiquetas: Candeeiro