• Poesias que escrevi com fome

GÊNERO: Poesia | FORMATO: 14X21 |  ANO: 2017 | PÁGINAS: 110 | Pólen soft 80 gr.

SINOPSE:  Poesia rude, sem técnica nem estética, que fala de amor, abandono, aponta injustiças, denuncia o machismo e os preconceitos, sofre com a indiferença, e prova que a palavra é a arma para virar o jogo. André D’Soares admite que escreve com o desespero daqueles cuja maior dificuldade para emergir na sociedade “está na diferença de largada”. Essa diferença, o jovem poeta combate debochando com a hipocrisia ou denunciando os opressores, em versos que golpeiam o estômago e nos fazem refletir. “É preciso ter coração de ferro/ Para suportar este inferno /Ou não ter coração.” Estigma, estereótipo, preconceito e exclusão são seus temas legitimamente sentidos em poemas que, não estivessem divididos em versos, poderiam ser classificados como crônicas, e das boas. Melhor ainda são os poemas curtos, de lirismo certeiro, quase microcontos de tão redondos. Poesias que escrevi com fome é um livro que revela uma sensibilidade incomum em alguém tão jovem, um poeta em construção e muito promissor. [Por Nanete Neves]



Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Poesias que escrevi com fome

  • R$38,00

Produtos relacionados

O lado certo da vida certa

O lado certo da vida certa

GÊNERO:  PoesiaFORMATO: 14x21 | ANO: 2019          &nbs..

R$38,00

Manual para deixar de ser trouxa

Manual para deixar de ser trouxa

GÊNERO: ProsaFORMATO: 14x21 | ANO: 2019           ..

R$38,00

O que me restou

O que me restou

GÊNERO: poesia | FORMATO: 14X21 | ANO: 2020 | PÁGINAS: 108 | Póle..

R$38,00

Etiquetas: lampejos