• Impressões pelo tempo que me Cabe

GÊNERO:  Poesia          

FORMATO: 14X21 | ANO: 2017              

PÁGINAS: 84 | Pólen Soft 90 gr.


   SINOPSE:
        Falando sobre o sentir dos Anjos, remoendo a angústia de estar o homem condenado a limitação do tempo, da mente que cria suas prisões aterradas no passado, ansiosa pelo futuro como projeção dos desejos e insatisfações do presente, “impressões Pelo Tempo Que Me Cabe” é a poesia sincera de Dimas Barbosa, cujo autor não teme revelar-se como limitadamente humano, e consequentemente, preso nos universais impasses das preocupações e do estresse. Em “A Espera Dos Anjos” o autor apresenta sua obra, permitindo ao leitor o conhecimento do conteúdo que transborda destas páginas, a tentativa do entendimento do movimento da mente, e o desabafo a cerca do peso que o homem carrega, na sua incapacidade de focar-se no presente. Nesta poesia o autor lamenta que neste envolvimento e apego aos tempos do passado, torna-se impossível a contemplação daquilo que existe enquanto agora. O cotidiano é sentido com azia, e ao homem cabe o condicionamento de “andar de lado a lado”, porque a humanidade apenas manuseia a vida conforme sua capacidade de sobreviver, suas memórias são feitas rugas que se fixam a pele na reflexão da alma escorregadia, que não consegue estabilizar-se e apreciar o que de fato existe na frente dos seus olhos. Movimentando-se em um fluxo tangente aos sentimentos humanos, a poesia de Dimas Barbosa desliza nas palavras que reconhecem a transitoriedade das conquistas, amanhã derrotas, das derrotas, amanhã conquistas, na perenidade do viver.







Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Impressões pelo tempo que me Cabe

  • R$34,00

Etiquetas: Lampejos