• Entre Romeus

GÊNERO: poesia | FORMATO: 14X21 | ANO: 2020 | PÁGINAS: 158| Pólen soft 80 gr.

SINOPSE: Depois de um livro denominado Miopia social, Julio Corrêa publica uma obra que convoca a sociedade a enxergar (a enxergar melhor) o “mosaico de cores / de seres” no qual o humano pode se dar. O poeta chama o leitor a reconhecer a projeção múltipla e singular da luz em cada um; a concordar que – inevitavelmente coloridas – todas as pessoas têm luz. Na poesia da existência, fingir cores não é mentir, mas plasmar, deixar ser, como Deus, por exemplo, fingiu (sem mentir) o homem no barro e como Logun Edé finge na ribeira o poeta deste livro. Fingir e ficcionar são sinônimos desde quando existe o verbo latino fingere: “ficcionar” é dar figura, tornar real. Na lembrança do Fernando Pessoa que povoa estas páginas, “o poeta é um fingidor”. Finge tão completamente, que chega a fingir ser uma cor: a cor que é, mas não enxerga plenamente.[Igor Fagundes]


Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Entre Romeus

  • R$42,00

Produtos relacionados

Pensamento dança

Pensamento dança

GÊNERO: PoesiaFORMATO: 16X23 | ANO: 2018PÁGINAS:  194| Pólen Bold 90gr..

R$50,00

Miopia social

Miopia social

GÊNERO: PoesiaFORMATO: 14x21 | ANO: 2019           ..

R$38,00

Etiquetas: Candeeiro