• Homens e Sucatas

GÊNERO:   Contos               

FORMATO: 14X21   | ANO: 2016              

PÁGINAS: 160 | Pólen Bold 90 gr



SINOPSE:

O mundo dos homens repete nos ouvidos a insuficiência humana frente as desilusões, o desmanchar dos planos. É sobre este sentimento de incapacidade que os contos de Betzaida Mata falam. Suas histórias trazem à superfície, a vida de homens e mulheres que são atropelados pela realidade, tendo como única ferramenta de luta sua própria carcaça. Os personagens da obra fornecem juntamente com sua história, o reconhecimento da insignificância humana, carregada de problemas universais como desemprego, dívidas, brigas no casamento, violência. Em “A Sereia Grávida” a escritora relata o universo íntimo de uma sereia, bela, e que canta por bel prazer. Porém, este ser acostumado ao fluxo natural da vivência embaixo das águas do mar, desconhece o funcionamento do relacionamento humano, que a irá submeter as suas cruéis ações. Além da exposição do caos mundano, a autora realiza devaneios modernos, acerca do significado de se estar vivo, e do descobrimento da essência do homem, o que significa de fato “Ser” e “Existir”. Em seu conto “Festa do Êre”, a autora aponta este tipo de reflexão contextualizada na história da vida de um homem atormentado pela profunda questão de “o que ele é?”. Frustrações e angústias são exploradas pela autora, que paralelamente filosofa sobre a condição humana, ao mesmo tempo atribuindo o status de insignificância aos seres humanos, tidos como apenas poeiras cósmicas, mas que, opostamente fazem do seu pequeno universo tudo o que possuem como parâmetro para o significado de estar vivo.                                                                                                                                                                                                                                                

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Homens e Sucatas

  • R$20,00
  • R$10,00

Etiquetas: Lampejos