(12) 3127-8092

LIVROS

Livro

Tomara que fosse ontem

Autora: Alciene Ribeiro Leite

GÊNERO: romance | FORMATO: 14X21 | ANO: 2022 | PÁGINAS: 106 | Pólen soft 80

SINOPSE: – Sou velha de saudade, coleciono um monte de passado. Ditas por uma pessoa adulta, estas palavras transmitem o peso de vivências carregadas de sofrimento. Mas quando elas partem de uma adolescente, o impacto nos comove mais. Em Tomara que fosse ontem, uma garota relata a imensurável dor da perda do pai amado, que se mistura às dores próprias do crescimento. O medo, a raiva, a culpa, as mágoas, a solidão de não ter com quem falar de seus sentimentos. As dúvidas a respeito da justiça e injustiça daqueles que morrem cedo. As mudanças de rotina e nos papéis familiares. A busca frustrante de compreensão por parte dos amigos e adultos, indiferentes ao seu sofrer. Como é possível que aquele pai amoroso e sempre presente não exista mais? Que possa ser esquecido tão rapidamente pela mãe, que tenta refazer sua vida? Em meio ao profundo desamparo na elaboração do luto, é comovente a resiliência da narradora e os recursos que utiliza para manter viva a memória do pai sonhador, amante das plantas e das flores. A necessidade de tornar sua presença mais palpável, de guardar sua voz e o cheiro de terra fresca das mãos. De reviver, através dessas lembranças, o aconchego do colo que nunca mais vai ter. E daí, quem sabe, fazer germinar a semente da aceitação. A par desta narrativa sensível, Alciene nos transporta a uma cidade do interior mineiro e faz um painel multicolorido da vida provinciana. Seus preconceitos, costumes, crendices e simpatias, as hipocrisias e fofocas entre vizinhas faladeiras, as expressões e os ditos locais. Um livro que é uma pequena joia literária sobre o sentido do amor e da perda, escrito por uma experiente artesã da palavra.

Cristina Agostinho

OUTRO(S) LIVRO(S) DESTE AUTOR