(12) 3127-8092

LIVROS

Livro

Odisseia do nada registrado

Autor: Bioque Mesito

GÊNERO:  Poesia  /   FORMATO: 14X21 | ANO: 2020  / PÁGINAS: 116| Pólen Soft 80 gr

 

SINOPSE: A poesia bioqueana tem, por isso, o privilégio de redefinir verso a verso o sentido da existência. E por essa razão a sua poesia se transmuta na melhor iguaria a ser degustada com o vinho estilado pelo deus Baco da sensibilidade. Fica então fácil se embeber dessa poética para contrapor a dogmas pensados como pétreos dentro da transitoriedade mais óbvia do ser, a morte, pois “não é bom morrer/em uma segunda- feira/na verdade nunca é bom morrer”. Por isso, Odisseia do nada registrado é um valioso tratado ontológico. Ontológico na acepção verdadeira da capacidade humana de enfrentar, conforme expressão de Ortega y Gasset, a realidade e suas circunstâncias, seja do ponto de vista humano, seja do ponto de vista da natureza. É, assim, como dar um salto caleidoscópico dentro da órbita comezinha do dia a dia para entrar na es(tratos)fera de uma pararrealidade onde o poeta passa a ser o sujeito que sabe que nada ficará permanente se o poético escapar por entre os dedos da linguagem.[Rafael Oliveira]

 

OUTRO(S) LIVRO(S) DESTE AUTOR

A Desordem Das Coisas Naturais

A Desordem Das Coisas Naturais

A inconstante órbita dos extremos

A inconstante órbita dos extremos

Uma estranha maneira de se comparar amanhãs

Uma estranha maneira de se comparar amanhãs