(12) 3127-8092

LIVROS

Livro

Eu não sou a protetora das coisas frágeis

Autora: Íris Ladislau

GÊNERO: poesia | FORMATO: 13X19 | ANO: 2021 | PÁGINAS: 84| Pólen soft 80G

SINOPSE: O amor mata e o amor morre e o amor abandona e o amor resgata e o amor se faz tão infalível, mas vulnerável, de proteção carente. Já em adiantados meses de pandemia do coronavírus, vi o amor assumir muitos comportamentos: emergir urgente, ou afundar para sempre; correr em pânico, ou descansar hedonista. A escritora mineira Íris apresentou tudo isso na sua obra, desdobrando o amor em reflexões com uma brutalidade que considerou necessária para se falar do que é frágil – um original irresistível ao catálogo Auroras.  Dividido em três partes, o livro trafega por ambiguidades, elevando a paixão carnal e devota a sentidos que chegam à relação com Deus. Na minha visão de leitora, percebi que podia escolher o que queria interpretar, como se certos versos fossem cartas coringa. O eu lírico, coitado, cai de um abismo, escapa da solidão, se vê em armadilhas, encontra o inferno, lamenta, foge. Nada é fácil para ele. Justamente por isso, o visualizei publicado – a dor do coração partido ganha tanta complexidade nessa história em fases, que precisa ser encarada por mais e mais pessoas. O desamor que lute. Nós, que o lemos aqui, estamos prontos para a batalha. [Dani Costa Russo]

OUTRO(S) LIVRO(S) DESTE AUTOR